Tudo tem um início...

Como é bom recordar! 

Conheça os detalhes da nossa caminhada até esse grande dia: o nosso casamento!

VERSÃO DO NOIVO: Já ouviu falar daquelas lindas histórias de amor que começam na primeira troca de olhares? Então... A nossa não foi nada parecida com isso. Tudo começou em 2005 no dia do vestibular (a memória seletiva dela deletou esse acontecimento).  Logo no início a moça que estava aplicando a prova desejou boa sorte e disse que gostaria que todos fossem aprovados. Eis que uma menina sentada lá na frente solta: não tem vaga suficiente para todos passarem! Nesse momento me segurei pra não mandar essa menina calar a boca. Alguns meses se passaram e as aulas começaram. Quem estava lá no dia do trote? Sim!!! A menina mala do dia do vestibular. Descobrimos depois que morávamos no mesmo bairro, mas nunca havíamos nos encontrado antes. Nosso contato na faculdade era bem pouco. Vivíamos em realidades bem diferentes: eu era do fundão e ela da primeira fila; eu das festas e ela de casa; eu da cerveja e ela do suco; eu solteiro e ela namorava. Os primeiros anos de faculdade se passaram e um belo dia ela chega em uma festa com uma novidade: estava solteira. Nesse momento as coisas mudaram bastante. Sempre nos encontrávamos nas festas e eu comecei a investir pesado, hehe. Mas pense numa menina difícil e que não queria nada com esse ser humano aqui. Segundo ela eu só queria marcar um ponto e mostrar para os amigos (juro que não sei de onde ela tirou isso). Meses se passaram e por causa de um intercâmbio que fiz ficamos sem contato algum. Até que um belo dia num churrasco rolou primeiro beijo (pois é gente, meses para conseguir um único beijo). Depois desse dia ela viu o que estava perdendo, mas acha que eu sou tão fácil assim? Pois é, agora era minha vez de ser o difícil da história, rsrs. Na verdade eu ainda não queria namorar. Era o final da faculdade e o carnaval estava chegando (99% anjo, mas aquele 1% vagabundo kkkk). Quando ela já estava desistindo de mim (já havia se passado um ano do primeiro beijo) eu criei vergonha na cara e pedi em namoro. Quer saber de uma coisa? Foi a melhor coisa que eu fiz. Comecei a escrever minha história ao lado dessa menina incrível. Mas como as coisas que acontecem com a gente não são nada simples eu já me mudei pra São Paulo bem no início do namoro. Mas a distância (vilã para muitos) não foi um problema. Na verdade esteve presente nos nossos melhores momentos: JF, SP, RJ, NY, Dublin. Nós não precisamos estar próximos para estar juntos. Não somos tradicionais como a maioria. Qual é o apelido carinhoso? Ridícula e louca são alguns. Hehe. Mas sabe quando você encontra a pessoa certa que está a seu lado e te apoia em todos os momentos? Eu tive a sorte de encontrar a mulher que vai ser a mãe dos meus filhos e que vamos envelhecer juntos. Agora em 2017 iniciamos uma nova etapa dessa história que vai ser bem parecida com um conto de fadas no “foram felizes para sempre”.

VERSÃO DA NOIVA: A nossa história começou no último ano da faculdade, depois de certa pessoa insistir muito, ficar brava e brigar horrores comigo... hahahah Enfim, tivemos o nosso primeiro beijo.. E depois de uns 7 meses, quando achei que finalmente íamos iniciar um namoro, o que ele faz?? Diz que não era um cara para namorar.. pode isso produção?? Larguei mão.. fazer o que né kkkk Vieram as férias da faculdade, cada um foi para um lado (apesar de morarmos no mesmo bairro rs) e vem o bendito carnaval (destruidor de relacionamentos ou não). Ele vai pra Diamantina com os amigos e eu fui pra Salvador com a família.. Dizem que no carnaval ele só ficava falando de mim (tenho lá minhas dúvidas nessa informação kkkk). Voltamos do carnaval e ele me convida para um churrasco na casa dos amigos dele e após esse churrasco finalmente vem o pedido de namoro.. não, "pera", não foi bem um pedido. Foi aquelas conversas do tipo.. "você é minha namorada", "ueh, sou? desde quando?" e daí resolvo soltar.. "mas você disse que não era um cara pra namorar?". Pronto.. foi o suficiente para surgir uma cara muito emburrada kkkkkkk E após uns dias vem o meu aniversário... juntou a bebida, um show sertanejo e enfim um pedido de namoro oficial \o/. Eu sempre digo que não éramos um casal tradicional, porque começamos a namorar, mas a gente não ligava um para o outro, não saíamos sozinhos, não ficávamos juntos na faculdade rsrs. Formamos e pouco tempo depois ele foi embora pra São Paulo e por incrível que pareça a distância nos uniu mais do que quando morávamos no mesmo bairro. Em 2012 veio o pedido de noivado, dessa vez ele fez em grande estilo, em Nova York durante um passeio de carruagem pelo Central Park! E eu que já estava maravilhada com minha primeira viagem ao exterior fiquei mais boba ainda. O casamento era pra ter acontecido em 2015, maaas as mudanças da vida nos levaram para 2017. Ele ainda teve a paciência de me esperar ir ali na Irlanda fazer um curso de 1 ano. Esse ano custou a passar e 2017 custou a chegar, mas chegou! E eu estou muito feliz de ter uma pessoa que consegue me conquistar e me surpreender a cada dia. Somos diferentes? Sim, nós somos! Somos doidos? Sim, também somos! Cada um tem o seu momento de ficar emburrado? Siiim, temos! (Tá, eu um pouco mais que ele confesso). Somos um casal romântico? Não, nem tanto.. rs Somos praticamente Shrek e Fiona, cada um tem o seu lado ogro e o seu lado doce.. Gostamos de irritar um ao outro? Sim, adoramos! hahaha E assim vamos vivendo os nossos dias, construindo a nossa história "diferente".. 

Imagem Sobre